Caros Associados, Pais e Encarregados de Educação:

Em primeiro lugar, a Associação Escola 31 de Janeiro deseja a todos umas excelentes férias!

O próximo ano letivo iniciar-se-á em 14 de setembro para todos os níveis de ensino. No entanto, e como habitual, a escola reabre a 1 de setembro, nas condições previstas no Regulamento e Preços. Os alunos da Educação Pré-Escolar, nomeadamente aqueles que ingressam de novo na 31 de Janeiro, deverão aproveitar o período inicial para iniciarem a frequência da escola, de forma combinada com as educadoras, para se habituarem melhor à escola. Será também permitida, em horário a divulgar e antes do início das aulas, a visita à escola de alunos novos dos outros ciclos de ensino.

Salvo alguma indicação em contrário das autoridades de saúde pública, iniciaremos o ano letivo recorrendo ao modelo organizativo do ano anterior, embora estejamos confiantes de que vamos, em breve, retomar a escola que sempre tivemos e fomos.

Como é público e está devidamente explanado no sítio da escola, os últimos resultados de contas anuais e referentes a 2019 e 2020 não foram famosos e a 31 de Janeiro, nestes dois exercícios, acumulou prejuízos, fruto das condições da pandemia ( redução de mensalidades durante 4 meses, inexistência de qualquer outro tipo de faturação, etc) acrescendo a este quadro o facto de a escola escola não ter alterado os seus custos de frequência, quer obrigatórios, quer facultativos, há 11 anos, por virtude da crise de 2009 a 2016 e da esperança de poder iniciar a recuperação a sério, a partir de 2019-2020, o que e como explicado atrás, foi de todo impossível. 

Neste sentido, nomeou-se uma comissão na Assembleia Geral de 20 de janeiro de 2021, para analisar o Regulamento e Preços e propor documento e preçário alternativos. Reforçou-se essa decisão na AG (contas de 2020) na Assembleia Geral de 29 de Junho de 2021. Antes das referidas Assembleias e a acompanhar a convocatória, todos os associados tiveram acesso aos documentos que respaldaram as decisões tomadas. Assim, apresentou a referida Comissão, composta por um membro da direção, um membro do Conselho Fiscal, uma mãe sem responsabilidades de gestão na escola e proposta na AG de 20 de janeiro de 2021, um professor responsável de ciclo e o diretor pedagógico, uma proposta que foi aceite pelos Órgãos Sociais e que reflete, pela sua moderação, a preocupação social da escola de não afastar ninguém. Assim, os preços das mensalidades e matrícula sofreram neste ano letivo um aumento médio de cerca de 4,8%, não se tendo mexido em qualquer outro custo, nomeadamente nas refeições, nos prolongamentos e salas de estudo ou nas diversas atividades. O novo preçário já pode ser consultado no separador “Escola”, no nosso sítio.

O ME, através dos Contratos Simples e de Desenvolvimento de Família, apoiará as famílias que tenham o cuidado e a preocupação de entregar a documentação que lhes poderá dar acesso a um escalão de pagamentos menor e, portanto, mais barato. Usem esta possibilidade caso necessitem e entreguem nas próximas duas semanas, a documentação necessária.

Estejam também atentos porque neste ano letivo a nossa escola vai apresentar boas novidades. Vamos focar-nos na melhoria das ofertas que vimos fazendo, tanto em salas de estudo como nas atividades, assim como na criação de novas oportunidades e de novos projetos; assim como a reabertura de todos os projetos existentes antes da pandemia, sem custos para as famílias.

Já está também disponível o Calendário escolar para o próximo ano letivo, que pode ser consultado em baixo:

Obrigado, boas férias e até setembro!